quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Associação quer facilitar exame para formação de eletricistas brasileiros no Japão

Em alta por causa dos Jogos de 2020, a área de eletricidade sofre com a escassez de mão de obra 

O Consulado-Geral do Brasil em Tóquio entregou à recém-criada Associação dos Eletricistas Latinos no Japão uma carta de apoio pedindo a inclusão do furigana – leitura em hiragana dos kanji – no exame nacional de eletricistas, durante encontro realizado na última sexta-feira (4) no distrito de Tsurumi, em Yokohama (Kanagawa).

A carta, que será entregue ao órgão que realiza os testes no país, foi um pedido da associação ao cônsul-geral do Brasil em Tóquio, Marco Farani, num encontro realizado no final de setembro em Tóquio.

“A prova com furigana será muito importante para nós, pois assim teremos mais brasileiros como profissionais no Japão. Será bom tanto para o Brasil como para o Japão”, reforçou o secretário-geral da Associação dos Eletricistas Latinos no Japão, Toshihiro Kawasaki.

“Quero valorizar essas pessoas anônimas que fazem o trabalho com dignidade e seriedade e que são exemplo para a comunidade”, acrescentou o cônsul-geral.

Em alta por causa dos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020, a área de eletricidade sofre com a escassez de mão de obra.

Além de dar oportunidade aos trabalhadores com um pouco mais de idade, diferente do que acontece nas fábricas, o trabalho de eletricista não exige nenhum tipo de conhecimento técnico específico. É preciso ter noções de língua japonesa e, em certos tipos de trabalho e obra, é exigido o certificado nacional de eletricista.

No entanto, obter esse certificado não é uma tarefa muito simples. Além dos conhecimentos técnicos específicos da área, é preciso que o candidato também saiba ler e escrever o japonês. As provas são realizadas sempre em junho e outubro, mas os candidatos só podem prestar o teste somente uma vez ao ano.

Para ajudar os brasileiros a ingressarem na área, a NPO ABC Japan realizou entre julho e setembro, um curso preparatório para o exame nacional, com o apoio da prefeitura do distrito de Tsurumi.

Dos 20 alunos que participaram do projeto piloto, seis foram aprovados no teste realizado no início de outubro. Agora eles se preparam para a próxima etapa do teste, a prova prática. “É um teste muito difícil, até mesmo para os japoneses. Ficamos contentes com as aprovações, precisamos de mais trabalhadores com o certificado”, explicou Michie Afuso.

A entidade, junto com a prefeitura, tem planos de realizar o curso novamente no próximo ano.

Por enquanto, a Associação dos Eletricistas Latinos no Japão está atendendo no endereço da NPO ABC Japan: Kanagawa-ken Yokohama-shi Tsurumi-ku Tsurumi Chuo 1-4-3 Kyodo Bldg 5F. Telefone: 045-550-3455.
Fonte: Alternativa

Um comentário:

Carlos Alberto disse...

Não sou eletresista mais tenho noções básicas e força de vontade a lem de outras profissões no meu curriculum ok obrigado.