quinta-feira, 29 de março de 2012

Curso de mecânica forma profissionais erm Aichi

Objetivo do curso é ensinar a mecânica de automóveis como profissão, a quem pretende trabalhar no Japão ou quando regressar ao Brasil

O objetivo do curso é ensinar a mecânica de automóveis como profissão, a quem pretende trabalhar no Japão ou quando regressar ao Brasil. São aulas teóricas e práticas de manutenção de motores a diesel e gasolina que capacitam os alunos a prestar uma série de serviços na área. O curso dividido em módulos abrange desde a inspeção do sistema do motor, substituição de filtros de ar, óleo e pastilhas de freio, até correia do alternador, arrefecimento, fluidos de freio, lâmpadas e fusíveis. O aluno aprende também sobre sistemas da ignição, reles, injeção eletrônica e amortecedores.

O jovem Eric Ishibashi, de Gifu, é um dos matriculados no curso, preocupado em garantir uma profissão para o futuro. Segundo ele, a mecânica é uma área para se atuar tanto no Japão quanto no Brasil. Acredita que sempre vai existir serviço para mecânicos, afinal, a frota automobilística está sempre em alta. Eric diz que sempre foi curioso por reparos mecânicos, em carros e motos, e até então encarava a área como um hobby. A expectativa agora é de concluir o curso e exercer a profissão de mecânico.

Outro aluno curioso pela profissão é Alysson Hideki Kuniwaki, residente em Shizuoka. Diz que o fato de poder trabalhar como mecânico no Japão – prestando serviço a conterrâneos – ou no regresso ao Brasil, foi um atrativo no curso.

A turma brasileira tem dois professores. Um é o mecânico japonês Seitsuke Sugamori, que tem mais de 40 anos de profissão em mecânica geral.

Especialista na manutenção de veículos importados, Sugamori diz que o idioma é a maior dificuldade em ensinar aos brasileiros. Mas garante que o aproveitamento da turma é satisfatório. O outro professor, brasileiro, é Jayro Lehn, mecânico formado pelo Senai no Brasil e exerce a profissão tem 15 anos. Diz que o curso prepara bem o aluno. “Ao sair daqui o aluno tem condições de fazer qualquer tipo de diagnóstico em qualquer tipo de carro”, diz.

O curso de mecânica aplicado pela escola M&G em Komaki tem duração de seis meses com aulas aos domingos, e está com a segunda turma em andamento. O primeiro grupo que concluiu o aprendizado recebeu os certificados em cerimônia com seus familiares e professores. Foram oito formandos. Entre eles, Valdecir Rodrigues da Silva, operário em Gifu que pretende agora exercer a profissão de mecânico. Outro novo mecânico é Nelson Tadashi Yagi. Ele conta que surpreendeu-se com o curso: “a gente pensa que é fácil, mas não é não, é difícil. Neste curso tem que se dedicar, tem que gostar muito mesmo”, afirma.

Jorge Ito, que já trabalha como mecânico, explica que até então tinha aprendido mecânica na prática – com pouco conhecimento teórico. Ele começou consertando os carros de amigos no estacionamento do prédio onde morava, depois passou a trabalhar como assistente em uma oficina e sentiu a necessidade de estudar para ter melhor qualificação. “Com certeza foi um curso bom. Quem quis aproveitar, aproveitou bem”, diz Jorge Ito.

O Curso Profissionalizante de Mecânica Automobilística aplicado em Komaki não tem restrição de idade e os alunos podem optar por freqüentar módulos específicos, ou o programa completo.
Fonte: IPC Digital com JPTV

Nenhum comentário: